Skip to main content
Melhores PráticasOperaçãoTecnologia

Como o sistema de gestão de ERP ajuda no controle de estoque

By 09/03/2022maio 4th, 2022No Comments

Muitos dizem que o estoque é o coração do negócio, ainda mais quando se trata de e-commerce e venda em múltiplos canais. De forma geral, o estoque do negócio virtual  precisa estar organizado para que o fluxo de vendas e entregas aconteça de maneira fluida. 

Neste sentido, automatizar a gestão de estoque com um sistema de gestão ERP é uma maneira descomplicada de sincronizar essa etapa, garantir de maneira ágil a separação, embalagem e despacho para a entrega dos produtos vendidos.

Neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre como o sistema de gestão ajuda no controle de estoque do seu negócio. Confira!

Entenda o que é o processo de controle de estoque

Controlar o estoque nada mais é do que fazer a organização dos produtos que estão armazenados para a venda, entender quais já foram vendidos e quantos ainda estão disponíveis. 

Parece um processo simples, mas é complexo quando se trata de um estoque de e-commerce que une diversos canais de venda, e os produtos precisam ser entregues conforme aos seus respectivos clientes. 

Por isso, para controlar o estoque é necessário o uso de um ERP online e com armazenamento em nuvem, para que a sincronização facilite o trabalho do dia a dia e descomplique a gestão. 

Desta maneira, a função do controle de estoque é equilibrar a compra e a venda de produtos armazenados, e acaba gerando vantagens ao negócio, como: 

  • Acompanhamento dos pedidos, controle dos itens em estoque;
  • Liberação de espaço produtivo e verificação do giro de produtos, podendo deixar o gestor informado quanto a criação de estratégia de vendas, promoções de produtos parados;
  • Melhora a experiência de compra do cliente, já que agiliza o processo de venda e entrega. 

Como fazer o controle de estoque? 

Para integrar o estoque ao sistema de gestão, basta dispor da ferramenta, para que todo o controle seja feito a partir de uma única plataforma. Após a integração, o processo de controle de estoque fica sincronizado, e passa a realizar processos como: 

  • Registro de entradas e saídas de produtos: todos os produtos que passam pela sua loja e pelos múltiplos canais precisam ser registrados no sistema. Desta forma, é possível controlar as vendas, os itens vendidos, monitorar as entregas e entender se algum produto está em falta no sistema. Quanto mais canais de venda estiverem integrados, mais complexo passa a ser o controle, por isso o registro é fundamental, inclusive para verificar quais canais estão vendendo mais ou menos. 
  • Cadastros padronizados: é preciso atentar para que o cadastro de produtos, entradas e saídas, sejam padronizados no sistema. É importante ter códigos de registro individual para os diferentes tipos de produtos e mercadorias,já que um  mesmo item cadastrado com códigos diferentes pode causar uma confusão na hora das vendas. 
  • Giro de produtos: o controle de estoque também passa a verificar o giro de produtos, ou seja, os produtos que estão parados no estoque e os que têm alta rotatividade. Desta maneira, passa a ser possível a criação de estratégias, tanto de promoção dos produtos parados quanto de aumento de compra dos produtos mais vendidos. A falta ou excesso de produtos em estoque acaba significando prejuízo para o negócio, e também perda de clientes em alguns casos. 

Como um sistema de gestão atua no controle de estoque?

Como já citamos, o ERP integrado ao estoque auxilia no processo de gestão das vendas além de integrar o estoque aos outros setores do negócio. 

É fundamental que o estoque esteja sincronizado ao setor financeiro para que assim que o produto for vendido, já seja emitida a sua nota fiscal e enviado ao cliente junto com a entrega. 

Além de integrar o estoque às compras e vendas, também registra toda movimentação do fluxo de caixa automaticamente. 

A comunicação interna é bastante importante para que os resultados sejam positivos e as chances de erros nos processos de venda sejam menores. 

Com o ERP o gestor pode acessar o sistema de qualquer lugar, de qualquer dispositivo móvel, conferindo mais mobilidade para o negócio. 

No processo de vendas e estoque o ERP é também responsável pelos seguintes processos: 

  • Gerenciamento de catálogo de produtos: descrições, registros e preços para que os produtos sejam integrados ao catálogo de produtos a ser distribuído nos canais de venda. 
  • Sincronização de estoque aos canais de venda: talvez essa seja a principal vantagem de ter o ERP integrado, já que fazer o controle de estoque em múltiplos canais de venda é uma tarefa que fica mais fluida quando integrada. A cada venda, o ERP atualiza o catálogo automaticamente e identifica a disponibilidade do produto no estoque. 
  • Automatização de emissão de notas: assim que a venda é realizada, o sistema já emite a nota fiscal e envia ao cliente, ou ao fornecedor em caso de compra. Por isso, o processo se torna mais rápido e com menor chances de erros, deixando o gestor com mais tempo livre para tarefas menos burocráticas e mais criativas. 
  • Kits e variações de produtos: a gestão de estoque automatizada também possibilita fazer a identificação de variações dos produtos e realizar a venda conforme o solicitado. Também é possível montar kits com produtos, os quais serão desmembrados automaticamente ao gerar a nota fiscal.
  • Impressão de etiquetas: a partir do ERP se pode imprimir etiquetas de seus produtos com código de barras integrados ao sistema, permitindo uma identificação precisa de seus produtos durante todo seu ciclo de venda.

Manter uma gestão integrada é fundamental para o negócio crescer e de desenvolver. Além dos benefícios citados, um ERP de alto nível também gera relatórios personalizados de compras, enviando diretamente ordens de compra aos fornecedores, mantendo a sincronização do fluxo de caixa, estoque e logística em uma mesma plataforma. 

Se ainda não é cliente Bling, faça um teste grátis por 5 meses utilizando o cupom #jet05.

Artigo produzido pelo parceiro Bling.

Compartilhe