Skip to main content
Tecnologia

Criteo divulga pesquisa sobre negócios no mobile

By 28/07/2015abril 6th, 2022No Comments

mulher jovem mexe no celular

Depois de divulgar, no fim de 2014, um estudo sobre como os smartphones desencadearam o poder de compra no Brasil, a Criteo divulgou novos dados sobre o e-commerce durante o segundo trimestre de 2015 apontando que quase 50% das transações mobile ocorreram por meio de aplicativos. Durante o período, foram analisados dados de 1,4 bilhões de transações online, que movimentaram US$ 160 bilhões de vendas mundiais. Não entraram na conta as transações que usaram NFC.

Os dados também indicaram que os consumidores visualizam três vezes mais produtos no aplicativo do que no browser mobile. Para os varejistas que já aderiram aos aplicativos, eles geram 47% de toda a receita mobile (quando o e-commerce tem mais de 25% das conversões em equipamentos móveis). Contudo, no setor de varejo, o valor do pedido por transação no app, no browser mobile e no desktop é quase o mesmo, respectivamente: US$95, US$98 e US$100.

O principal da pesquisa, para fins de gestão do seu site é: quanto mais otimizado para o mobile, maiores as taxas de conversão. Nos Estados Unidos, sites que se adaptam ao mobile têm taxas de conversão da ordem de 2,9% enquanto os que não foram otimizados convertem 1,6%.

No Brasil, o m-commerce responde por 13% do comércio eletrônico (somos o país com menor uso de mobile para compras). Por aqui quem manda é o sistema Android. Segundo o estudo, o maior desafio – e oportunidade – é lidar com as vendas cross-device. Portanto, fale com o cliente sempre – e prepare seu site para o acesso em qualquer equipamento.

Abaixo você vê a tabela com as tendências para o Brasil

criteo-state-of-mobile-commerce-report-q2-2015-34-1024

 

Lembrete: hoje, 28, e amanhã, 29, a JET estará no Fórum E-Commerce Brasil com uma promoção exclusiva. Quem iniciar a loja através de contatos no nosso lounge (n° 51) ganhará de graça a versão mobile. Faça uma visita e converse com nossos especialistas.

Foto: Death to Stock Photo, Wired collection

Compartilhe