Skip to main content
JET & ClientesWebinar/Eventos

Evento da Soluções Usiminas comemora o primeiro ano de atividades do e-commerce

By 29/04/2022maio 2nd, 2022No Comments

É possível viabilizar uma operação para vender aço pela internet? Há um ano a Soluções Usiminas resolveu inovar e investir num e-commerce idealizado justamente para conectar clientes, parceiros e público interessado em explorar melhor o potencial desse segmento.

O projeto, desenvolvido pela agência Life, com tecnologia JET, chegou ao seu primeiro ano com resultados excelentes: foram atendidos neste período mais de 4,5 mil clientes, o que confirmou a resposta positiva do mercado para a facilidade de acesso aos produtos.

Para marcar o sucesso da iniciativa, que representa um marco na história da Usiminas, pelo ineditismo da proposta de democratizar as vendas no segmento do aço, a Soluções Usiminas realizou um evento, no dia 27 de abril, com transmissão ao vivo pelo seu canal no YouTube.

“Do Off ao On. Mais transformação e rentabilidade para o seu negócio” foi o tema do painel apresentado por Gustavo Chapchap, CMO da JET, e que contou com as participações de Ascanio Merrighi, diretor executivo da Soluções Usiminas, e de Luiz Guilherme, diretor da Cube, convidado para representar os clientes do e-commerce.

O evento teve ainda a presença de Gustavo Caetano, CEO da SambaTech, convidado para fazer uma palestra sobre inovação e transformação digital. 

Da esquerda para direita: Ascanio Merrighi (CEO Soluções Usiminas), Gustavo Caetano (CEO da Sambatech), Gustavo Chapchap (CMO da JET), Francisco Brandão (CEO da Agência Life) e Carlos Eduardo (Especialista em Comunicação na Soluções Usiminas). Foto tirada pela Renata Maimone.

Evolução contínua para destravar vendas no segmento de aço

No balanço das atividades do primeiro ano do e-commerce, Ascanio observou que tem sido um período de muitos aprendizados para a Soluções Usiminas. “Chegamos a 4,5 mil clientes, o que é um bom resultado, mas entendemos que podemos ir ainda mais longe”, afirmou, enfatizando que a proposta é alcançar a casa dos milhares de clientes. “O consumo per capita de aço no Brasil ainda é baixo e acreditamos que esse projeto pode ajudar a destravar o crescimento do país nessa área”, destacou.

Segundo ele, desde a década de 1980 o consumo gira em torno de 100 quilos por habitante/ano, enquanto mercados que têm condições parecidas com as do Brasil alcançam o dobro disso. 

De olho neste potencial de crescimento é que a Soluções Usiminas decidiu investir na democratização do acesso ao produto e o objetivo é continuar ampliando esse ecossistema. Para isso, além de aumentar o portfólio de produtos disponíveis no e-commerce, a empresa tem como meta incorporar à plataforma os prestadores de serviço, que são os responsáveis por transformar a matéria-prima em produtos que o usuário precisa para pequenos e médios negócios e mesmo em residências.

“O Brasil é um país de empreendedores, então, temos uma capacidade alta nesse sentido. E a nossa plataforma quer ajudar essas pessoas desenvolverem seus negócios próprios, oferecer soluções que mostram que o universo de aplicação do aço é muito amplo”, argumentou Ascanio.

Ao discorrer sobre a evolução do e-commerce, Gustavo Chapchap lembrou que as melhorias têm sido implantadas considerando as avaliações dos clientes finais. “Esse é o foco do processo de transformação digital dos negócios. A tecnologia é importante, mas o cliente deve estar no centro do processo”, sintetizou.

Para confirmar a importância dessa visão, um dos clientes do Mais Soluções Usiminas foi inclusive convidado para participar do evento. Luiz Guilherme, diretor da Cube House, compartilhou sua experiência de compra no e-commerce e como a plataforma tem transformado o dia a dia do seu negócio. Segundo ele, o acesso à plataforma aconteceu a partir de uma busca no Google, quando procurava solução para o desenvolvimento de seus produtos.

Ele compartilhou sua experiência de compra no e-commerce e como a plataforma tem transformado o dia a dia do seu negócio. Segundo ele, o acesso à plataforma aconteceu a partir de uma busca no Google, quando procurava solução para o desenvolvimento de seus produtos. 

A Cube House é especializada na construção de projetos residenciais e comerciais, utilizando container marítimo como o principal elemento arquitetônico. 

“Fiquei até surpreso com a possibilidade de ser atendido pela internet por uma empresa do porte da Usiminas”, relatou o empresário, explicando que o e-commerce tem agilizado o processo de compra, o que tem facilitado bastante a sua produção, com impactos positivos inclusive na questão financeira. “Uma compra que antes era problemática tornou-se simples, uma vez que a empresa entrega o produto sob medida para as minhas necessidades. Com isso, reduzo o tempo de execução dos projetos e ofereço condições mais favoráveis para os meus clientes”, detalhou.

Luiz Guilherme também fez questão de enfatizar que pretende se manter ativo nesse ecossistema do projeto da Usiminas, até em razão do futuro promissor que ele tem. “Entendo que com o crescimento da plataforma serei cada vez mais beneficiado”, afirmou. 

O diretor executivo da Usiminas, Ascanio Merrighi, confirmou que a proposta da empresa é justamente impulsionar os negócios das operações que usam o aço em suas aplicações. “Neste primeiro ano do e-commerce temos visto com mais clareza os caminhos que podem ser seguidos, os prestadores de serviço que podem ser acionados. Precisamos deles para transformar a matéria-prima naquilo que o usuário final deseja”, comentou, observando que o emprego do aço alcança hoje vários segmentos de negócio.

Como exemplo, ele citou projetos como os das usinas de energia solar e os das estufas que têm sido usadas nas hortas urbanas, instaladas nos grandes centros do país. “O aço tem muitas aplicações que não são percebidas no dia a dia. Os prestadores de serviço, então, têm um papel fundamental no crescimento do segmento”, confirmou.

A importância da inovação

Gustavo Caetano, CEO da SambaTech, fez questão de iniciar sua apresentação enfatizando a importância dessa movimentação da Soluções Usiminas para o ambiente de negócios do país. “Quando uma empresa desse porte resolve inovar, não tem medo de arriscar, ela inspira outras pessoas”, comentou.

Para o especialista, que participa hoje de vários negócios e tem se dedicado a estudar a área de inovação nos últimos anos, é importante que os empreendedores entendam que, no atual cenário mercadológico, a disputa não é mais entre a grande e a pequena empresa, e sim entre o ágil e o lento. “Sairão vencedores dessa disputa quem entender que o mundo mudou e que é preciso buscar novas formas de atuação”, pontuou. “90% das maiores empresas da década de 1950 não existem mais e, o pior, é que ninguém sente falta”, completou. 

E engana-se quem imagina que inovar é ter projetos mirabolantes. Segundo Gustavo Caetano, inovação é sinônimo de simplificação. Ou seja, o desafio é detectar áreas de atritos na jornada do cliente e eliminá-los. Outro caminho é ampliar a experiência do cliente com o negócio, agregando valor ao negócio. “Uma boa forma de fazer isso é ampliar o repertório, olhando, por exemplo, para o que está acontecendo em outras indústrias”, recomendou. 

O palestrante também chamou atenção para a importância de se analisar as oportunidades mais nichadas, prioritárias para gerar valor, até porque neste caso existe um entendimento mais apurado das necessidades do consumidor final. 

“A inovação depende de um propósito, que deve ser direcionado para a busca de soluções para os problemas das pessoas”, afirmou, observando que um bom exercício é questionar-se: como posso fazer isso 10 vezes mais rápido, mais barato e com mais valor para o cliente?

Segundo ele, isso é possível com a adoção de tecnologia e alterando o jeito de fazer, fugindo do “fazemos assim porque sempre foi assim”.

No encerramento do painel, Gustavo Caetano destacou que, na sua visão, o lançamento do e-commerce da Usiminas é um momento histórico, porque representa uma revolução na indústria, com a consolidação de um ecossistema. “É louvável a cultura de inovação da Soluções Usiminas, que está disposta a entender as demandas do mercado e co-criar soluções. O e-commerce emprega uma tecnologia de ponta, mas o foco é simplificar o processo e minimizar os atritos. E isso funciona, porque tudo que é simples engaja e ganha escala”, finalizou.

A íntegra do evento pode ser acessada abaixo:

Foto de capa tirada pelo fotógrafo Bruno Gonzaga.

Compartilhe