Skip to main content
Vendas

Índice FIPE/Buscapé aumenta quase 2%

By 19/08/2015abril 5th, 2022No Comments
pilhas de moedas lado a lado

pilhas de moedas lado a lado

O índice FIPE/Buscapé, que mede a variação dos preços no e-commerce brasileiro, registrou aumento médio de 1,75%, o que aumenta a variação de 2015 para 5,55%. Apesar dos aumentos, a série de 43 meses teve baixa de preço em 31 meses (72% do tempo).

Dos 10 grupos de produtos que compõem o índice, oito tiveram aumentos em julho de 2015. Os destaques: brinquedos e games (3,07%); casa e decoração (3,01%); eletrônicos (2,59%); informática (2,15%); esportes e lazer (2,08%) e eletrodomésticos (1,50%). Das 165 categorias, 138 registraram aumentos – 84% do universo. A média dos aumentos foi de 2,35%.

Considerando-se as variações anuais (mês t/mês t-12), houve expressiva reversão de tendência nos últimos quatro meses – abril de 2015 (1,37%), maio de 2015 (1,21%), junho (0,26%) e julho (2,03%) -, dado que a variação média anual estava em um patamar de -3%. Esta reversão reflete a aceleração da inflação geral medida pelo IPCA que passou de um padrão de variação anual de 6,5% para 8,5%, e também a recente valorização do dólar, que aumentou cerca de 17% entre o 1º quadrimestre de 2015 e o 2º quadrimestre de 2014. É importante ressaltar, neste sentido, que as categorias que têm mais peso no e-commerce são diretamente influenciadas pelo câmbio: eletrônicos, informática, fotografia e telefonia.

Os aumentos de 2,03% do Índice Fipe/Buscapé no período jul15/jul14, 0,26% em jun15/jun14, e de 1,21% em mai15/mai de 2014 – embora revertendo uma longa série de quedas anuais – contrastam com as variações bem superiores nos índices gerais, como o IPCA-IBGE e o IPC-Fipe, que tiveram aumento anual de preço de 8,94% e 8,07%, respectivamente, no período jun15/jun14. Parcela significativa destas diferenças pode ser explicada pelos seguintes fatores: a) o Índice de Preços Fipe/Buscapé monitora uma cesta de produtos diferente daquela avaliada pelos índices de preços gerais, ou seja, apenas aqueles produtos que são comercializados de forma mais significativa por meio da Internet; b) os pesos dos produtos que compõem o Fipe/Buscapé são bastante diferentes dos pesos dos mesmos produtos nos índices genéricos; c) o canal de distribuição monitorado pelo Índice Fipe/Buscapé é exclusivamente o e-commerce, enquanto os outros índices monitoram vários outros canais tradicionais e físicos.

Via: Monitor Mercantil

Foto: Rodrigo Amorim, CC-By

Compartilhe