Skip to main content
DESTAQUEOperação

O panorama do crescimento do e-commerce no Brasil

By 25/03/2022No Comments

As taxas de crescimento do e-commerce no Brasil têm sido consistentes nos últimos anos.


Mesmo com os problemas enfrentados pela economia brasileira, o comércio eletrônico tem conseguido ampliar o faturamento e registra também aumento no número de consumidores, o que é um fator positivo para qualquer setor.
Segundo os dados da 45ª. edição do Webshoppers, da E-bit/Nielsen, 87,7 milhões de pessoas fizeram compras nas lojas virtuais em 2021. Para se ter ideia da evolução registrada pelo setor, em 2018 este número estava em menos de 30 milhões de pessoas.

Outro dado importante: do total de consumidores online, 12,9 milhões de pessoas fizeram a sua estreia na modalidade. Em 2020, já havíamos registrado um salto neste número, com a chegada de 13,1 milhões de novos clientes para o e-commerce.

Os dados de 2021 também foram excelentes em termos de faturamento: o aumento foi de 27%, em comparação ao ano anterior, e alcançamos a cifra de R$ 182,7 milhões.

Entender a movimentação do mercado é fundamental para quem pretende investir no setor, seja como forma de expandir o negócio ou para dar início a um novo empreendimento no ambiente digital.

Interessado? Acompanhe nosso artigo, porque reunimos uma série de informações importantes sobre o crescimento do e-commerce no Brasil!

Quais fatores são decisivos para o crescimento do comércio eletrônico?

A expansão do e-commerce sustenta-se hoje em vários pilares. Primeiro, no aumento no número de usuários de internet no Brasil.

A pesquisa TIC Domicílios 2020, do Cetic.br, indica que 152 milhões de brasileiros acessam a rede, o que corresponde a 81% da população do país com 10 anos ou mais.

Além do aumento no número de pessoas conectadas, o fato de a maior parte do acesso ocorrer via celular também tem um impacto positivo na movimentação do comércio eletrônico. Afinal, ter tudo na palma da mão facilita bastante o processo de compra e de pesquisa.

Quais as tendências para o e-commerce?

A melhor notícia para quem trabalha ou pretende trabalhar com vendas online diz respeito ao futuro. Pesquisa da Opinion Box e Bornlogic sobre o comportamento do consumidor para 2022 constatou que a frequência de compra por meio do e-commerce no Brasil aumentou 71% no último ano.

Mas o dado mais animador fica para 2022: 49% pretendem comprar ainda mais pela internet este ano.

Com relação às principais categorias, o destaque continua com a de eletrônicos (59% costumam comprar eletrônicos online).

Ainda assim, com a ascensão do e-commerce no Brasil nos últimos dois anos, muitas categorias também ficaram bem colocadas no comércio online.

Vejamos alguns casos:

– telefonia/celulares – indicada por 57% da amostra;
– eletrodomésticos – 56%;
– moda e acessórios – 55%;
– alimentos e bebidas – 38%.

Para quem pretende atuar no ambiente digital, informações como essas são importantes, uma vez que evidenciam os segmentos com maior potencial.

Comprovando a importância das soluções baseadas no conceito omnichannel, a pesquisa da Opinion Box confirma que as empresas devem avaliar com atenção o crescimento do social commerce.

Mesmo que não finalizem as compras por lá, para muitos, as redes sociais são o ponto de partida quando decidem comprar um produto. 65% da amostra afirma que tem o hábito de pesquisar por produtos nas redes sociais, sendo que 10% usam as redes como primeira opção de pesquisa.

Chama a atenção, também, a relevância conquistada ano a ano pelo marketing de influência: 41% já compraram produtos indicados por influenciadores nas redes sociais.

O Instagram foi uma das redes responsáveis por popularizar a profissão de influencer e mantém-se forte nessa área. Entre aqueles que já compraram produtos indicados por digital influencers, 77% encontraram esses influenciadores no Instagram.

Além disso, o YouTube e Facebook seguem expressivos quando o assunto é influenciador digital, com 45% e 32%, respectivamente, seguido pelo TikTok, com 14%.

Crescimento do e-commerce no Brasil: quais as principais vantagens?

Importante lembrar que, hoje, ao falarmos sobre o e-commerce, partimos da premissa de que ele envolve todos os canais de venda à distância – site, mobile, redes sociais, marketplaces, televendas etc.

Entender o comportamento omnichannel do consumidor tornou-se questão de sobrevivência para as marcas, até porque uma parcela significativa dos consumidores começa a jornada em um meio e termina no outro.

Por exemplo, de acordo com a pesquisa, 58% já compraram na loja física e escolheram receber o produto em casa.

Além disso, 84% já pesquisaram por um produto na loja física e deixaram para comprar na internet, o que mostra a importância da presença das marcas em todos os canais disponíveis.

Como assegurar melhores experiências para os e-consumidores?

Apesar de não haver dúvida de que o cenário é positivo para o comércio eletrônico, os empreendedores devem estar atentos para atender às demandas do público, que se torna cada dia mais exigente.

Segurança é um requisito importante para o sucesso nessa área (daí a importância de a loja ter as certificações necessárias), assim como as facilidades oferecidas ao cliente na hora da navegação e do fechamento da compra.

Por isso, na escolha da plataforma de e-commerce, analise com atenção se ela oferece recursos como:

Checkout inteligente

Quanto mais amigável for o processo de compra da sua loja, mais chances de o cliente concluir o pedido. Com o JET Ckeckout o usuário finaliza a compra em apenas três passos, mesmo sem possuir cadastro. O preenchimento dos dados do cartão é feito com auxílio visual, o que evita dúvidas e problemas no fechamento da venda.

Hub nativo

Os marketplaces têm hoje um importante papel no crescimento do e-commerce no Brasil. Na prática, isso significa que a sua loja precisa ser integrada a esses sistemas, ou seja, precisa estar presente nessas plataformas de vendas.

Contudo, para não dificultar a gestão da operação, o ideal é que você consiga fazer o gerenciamento das vendas de forma integrada, controlando o que acontece na loja e no marketplace num único lugar. Esse é um dos benefícios do JET Hub.

Solução omnichannel

Para o consumidor, não há diferença entre os ambientes online e offline. Ele quer ter boas experiências com a loja, independentemente do canal de contato.

Operacionalmente, para que isso aconteça na prática, é crucial ter uma solução omnichannel, que não apenas funcione em qualquer tipo de dispositivo, mas que consiga integrar as informações, facilitando o processo de gestão.

A partir daí a operação está preparada para vender na loja física, na web, no mobile e nas redes sociais, garantindo a melhor experiência possível para o usuário e um processo de gestão mais eficiente, focado na conversão.

O que fazer para aproveitar a expansão do mercado brasileiro?

Além de avaliar os recursos, não deixe de verificar também a reputação do fornecedor de sua plataforma de e-commerce. O número de concorrentes cresceu muito nessa área, mas é importante levar em conta a experiência da empresa no setor.

A JET e-business tem uma trajetória de sucesso reconhecida pelo mercado. Com 20 anos de atividades, conta atualmente com mais de 20 mil lojas ativas, entre as quais alguns dos maiores e-commerces do país.

Como o foco de atuação é o desenvolvimento de soluções tecnológicas para as lojas virtuais, hoje está preparada para atender pequenas, médias e grandes empresas. Isso porque a plataforma opera no modelo SaaS, é escalável e voltada para a alta performance das operações.

Para explorar melhor as oportunidades de crescimento do e-commerce no Brasil, essa pode ser uma vantagem importante: ter à disposição uma plataforma que consiga atender ao aumento da demanda, apoiando o desenvolvimento do negócio.

Gostou do artigo? Interessado em saber mais sobre as possibilidades que existem no ambiente online? Baixe agora nosso artigo sobre Marketplace.

Compartilhe