Skip to main content
Gestão

TIC Empresas 2014 mostra que ainda há muito o que crescer no e-commerce

By 20/08/2015abril 5th, 2022No Comments
Macbook Pro Keybord retroiluminado

Macbook Pro Keybord retroiluminado

Publicada anualmente desde 2005, a pesquisa TIC Empresas mede a presença das tecnologias de informação e comunicação em companhias com 10 ou mais pessoas ocupadas. O objetivo da pesquisa é investigar o acesso à infraestrutura, bem como o uso e a apropriação que o setor privado faz das novas tecnologias, mapeando a percepção sobre possíveis benefícios gerados às suas atividades.

A pesquisa de 2014 traz alguns dados interessantes: 62% das empresas que tem acesso à Internet declararam possuir um website – entre as grandes (com mais de 250 pessoas ocupadas), a proporção é de 86%. Já a proporção das que adotaram as redes sociais segue em crescimento: 45% delas possuem perfil próprio, enquanto em 2012 apenas 36% das companhias reportaram manter perfil nesses canais. A preocupação com a imagem e atualização das redes sociais também ficou clara, uma vez que 72% das empresas que possuem perfil, mantêm uma área ou responsável pelo seu monitoramento, e mais da metade delas postam todos os dias (20%) ou pelo menos uma vez por semana (38%).

cetic_empresas que venderam pela internet

cetic_empresas compram pela internet

 

O comércio eletrônico é praticado por 21% das companhias com acesso à Internet. O e-mail é o canal mais utilizado para as vendas (por 79% das empresas), enquanto o website é usado por 58%. As redes sociais (31%) e sítios de compra coletiva (19%) são menos utilizados para o comércio.

E é nas tabelas sobre o comércio eletrônico que surgem grandes surpresas: ainda existem empresas que acreditam não ser possível vender seus produtos ou serviços pela internet. Segundo a pesquisa apenas 16% das empresas com acesso à internet (e mais de 10 funcionários) participaram do comércio eletrônico.

Veja os gráficos, produzidos no portal de dados do CETIC.br

 

Barreiras para vendasGráfico mostra quais são as barreiras para vender pela internet

Foto: eGuidry, CC-BY

Compartilhe