Skip to main content
Vendas

Venda on-line de vinhos ganha impulso com funcionalidades específicas

By 18/01/2012abril 8th, 2022No Comments

A venda de vinhos pela internet provou seu potencial. Uma das principais empresas do setor, que atua apenas por e-commerce, faturou R$ 36 milhões só no ano passado, segundo uma matéria divulgada no Estadão. Para alcançar essa cifra, foram necessários anos de atuação e o investimento em tecnologias específicas, além da comercialização consultiva.

Até o consumo da bebida aumentou no Brasil, após a maior oferta dos produtos, proporcionada pelo comércio eletrônico. A principal vantagem das vendas remotas é ter, geralmente, à disposição um profissional especializado (sommelier) para fornecer dicas para a perfeita harmonização do cardápio que servirá de acompanhamento à degustação do vinho escolhido. Nesse momento, vídeos que agucem o desejo de compra podem dar um impulso aos negócios.

O empreendedor interessado em entrar no promissor mercado, no entanto, precisa se adequar para atender as especificidades do setor. Funcionalidades que permitam a indicação do melhor tipo de vinho para perfis diferentes de consumidor, a formação de kits de presentes e filtros avançados ajudam a reforçar as vendas.

De acordo com Daniel Ribas, coordenador de novos negócios da JET Tecnologia, “a venda de vinhos é bastante específica, porém totalmente aderente ao canal on-line”. A melhor notícia é que ainda existe muito espaço a ser explorado nesse campo de negócios, onde não pode faltar diferenciais, bom atendimento (fundamental na pré-venda) e ainda uma logística que compense a escolha pelo comércio eletrônico. Aí dá para ser criativo. O importante é se certificar com o uso de embalagens que protejam a fragilidade das garrafas de vidro.

Papel da plataforma

Como vender vinhos pela internet pede algumas personalizações, a plataforma precisa atender a esse modelo de negócios, ou seja, ser passível de customização. “Entendendo a necessidade do segmento, existem funcionalidades específicas para o setor que fazem toda diferença”, como a já citada gestão de harmonização de produtos, entre várias outras modificações que podem ser desenhadas para atender com qualidade a crescente demanda do setor.

Compartilhe