Antix: crescimento de 40% no primeiro ano com a solução JET

Levar para o e-commerce a mesma excelência oferecida nas lojas físicas da marca, valorizando a experiência de compra das clientes. Foi este o objetivo que levou a marca Antix a fazer a migração do seu sistema de vendas no digital para a solução da JET, em 2021.

Os primeiros resultados

Os resultados logo apareceram: no primeiro ano com a nova plataforma, as vendas cresceram 40%. Para 2022, as expectativas são igualmente promissoras: a marca espera crescer mais 60%.

“Agora temos uma tecnologia mais robusta e que favorece a experiência de compra”, comenta Milena Hender, head de e-commerce da Antix.

Ela observa que essa preocupação com a experiência oferecida às clientes faz parte da proposta da Antix desde o início de suas operações e, por isso, era fundamental ter uma solução que ajudasse a materializar isso no canal digital.

No dia a dia, isso significa que, além da comodidade da compra online, o cliente precisa identificar no e-commerce os elementos que diferenciam a marca, como a exclusividade e o cuidado empregado na elaboração de cada coleção.

Ou seja, a tecnologia deve funcionar para elevar a experiência de compra. Na última Black Friday, a solução da JET já fez a diferença nos resultados da marca, superando o desempenho alcançado em edições anteriores da liquidação. Entre as funcionalidades que contribuíram para o desempenho da loja, a Milena cita a possibilidade de as clientes fazerem a reserva de produtos no carrinho e a estabilidade da loja.

Demandas atendidas

“Com certeza, tivemos nossas dores acolhidas”. Essa afirmação, feita por Milena, sintetiza bem a preocupação da equipe da JET, que sempre procura entender primeiro quais as soluções que farão a diferença para aquele cliente.

Parece simples, mas não é, até porque isso exige ter profissionais que compreendam a importância do atendimento mais humanizado para a geração de bons negócios.

Um fato positivo é que, ao trilhar por esse caminho, hoje a JET reúne em sua carteira de clientes empresas que levam essa premissa para o seu dia a dia, valorizando a relação com os clientes da mesma forma.

“Entendemos que a tecnologia é importante, mas não queremos deixar de valorizar o aspecto humano, de cuidar da pessoa que é fã da nossa marca”, complementa Michele Silvestre, head de marketing da Antix.

Contando boas histórias e crescendo

A trajetória da Antix é marcada por essa relação mais próxima com os clientes. A marca nasceu em 2006, quando o casal coreano Patricia Ju Hee Ha e Andre Shin decidiu abrir uma loja de moda feminina no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, concentrando-se na venda por atacado.

Em 2009, ao detectarem que havia espaço no mercado para uma marca que tivesse uma proposta diferenciada, resolveram investir na confecção própria, criando suas próprias coleções, em vez de atuar apenas na revenda.

A estratégia foi bem-sucedida, tanto que logo surgiram as “antiketes”, como são chamadas as fãs da marca. Muitas delas, aliás, são colecionadoras das peças comercializadas.

Além de produtos de qualidade, com estamparia de exclusiva e modelagem de primeira linha, o sucesso da Antix tem sido baseado na proximidade estabelecida com o público.

Foi a busca desse contato com as clientes e a possibilidade de oferecer uma experiência diferenciada no momento da compra é que os proprietários decidiram investir também no varejo.

A primeira loja foi instalada no Shopping Vila Olímpia e abriu caminho para uma forte expansão do negócio. Hoje a marca está presente em diversos estados brasileiros e mantém, também, uma loja-conceito no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

Confiante no processo de expansão, a loja implantou o e-commerce em 2012. A proposta era fazer, por meio da terceirização da operação, o atendimento às clientes que não tinham acesso às lojas físicas ou as revendas espalhadas pelo país.

Foco na experiência de compra

Para se ter ideia da grandiosidade conquistada ao longo de mais de 16 anos de história, hoje são produzidas mais de 350 peças por mês, sem incluir jeans e malhas, adquiridos de outras confecções. O faturamento ultrapassou em 2021 os R$ 50 milhões.

Atendida pela agência GNU, a Antix tem conquistado esses resultados sem realizar campanhas de marketing tradicional. O foco da divulgação são as ações realizadas nas mídias sociais. Apenas no Instagram são 400 mil seguidoras.

O protagonismo, neste caso, fica com as boas histórias contadas pela marca que, desde o início, aposta no storytelling para promover os seus lançamentos.

As histórias estão presentes a cada nova coleção, tanto nos catálogos criados para apresentar os lançamentos, como nos vídeos produzidos com a temática adotada para cada coleção. 

O desafio hoje é manter-se presente na vida das antiketes que acompanharam a marca ao longo da última década. Além de peças que façam sentido para elas, a Antix também tem coleções específicas para crianças e para o público mais jovem.

Para o e-commerce, o plano da empresa é continuar ganhando escala. O faturamento hoje é representativo (equivale ao de três lojas físicas próprias) mas a meta é que ele se multiplique nos próximos anos.

Mantenedora

Associada

Compromisso social

Responsabilidade ambiental